BebêDicasGravidez

Grávida Pode Tomar Chá de Camomila? Entenda

Confira se esta bebida tão popular está ou não liberada durante a gravidez

Quando você está esperando um filho, várias dúvidas começam a surgir e, muitas delas, estão relacionadas à alimentação.  Afinal de contas, tudo o que é ingerido pela mãe afeta o bebê, então é preciso redobrar o cuidado com a saúde. Nesse cenário, questiona-se: grávida pode tomar chá de camomila?

Aqui no texto, vamos esclarecer suas dúvidas sobre o assunto e explicar os cuidados necessários para ter uma gestação tranquila. Boa leitura!

Grávida pode tomar chá de camomila: analisando a questão

De forma geral, não existe contraindicação para grávida tomar chá de camomila. Afinal de contas, essa é uma planta já muito conhecida e que não oferece riscos nem para a mamãe nem para o bebê.

Esse tipo de chá e leve e não possui efeito colateral, sendo assim você pode consumi-lo sem medo. Porém, se ainda estiver receosa, consulto sem médico.

Como consumir a bebida?

O ideal é tomar o chá de camomila de forma moderada, de uma a duas vezes por dia. Além disso, dê preferência para as versões naturais, ou seja, que utilizam a própria planta em infusão.

O produto em saquinhos também não oferece risco, porém, por ser mais industrializado, acaba perdendo alguns benefícios. Fora isso, ele pode vir misturado com outras ervas na hora da tritura e possuir corantes e aromatizantes para manter o sabor.

Os benefícios do chá de camomila

Agora você já sabe que grávida pode tomar chá de camomila, certo? Porém, quais são os reais benefícios que a bebida proporciona?

Em primeiro lugar, não poderíamos deixar de falar das propriedades calmantes que a planta possui. Sendo assim, ela ajuda a controlar a ansiedade da mulher durante esse período tão delicado e em que os hormônios estão uma verdadeira montanha russa.

Além disso, a camomila também é útil para controlar dores estomacais leves e até mesmo enjoos. Ela ainda diminui o cansaço e combate os gases. Ou seja, as vantagens são muitas.

Todos os chás fazem bem para a gestante?

É comum as pessoas associarem preparações naturais com bem-estar. Contudo, isso nem sempre é verdade. No caso da camomila, o uso é liberado, só que existem diversas outras ervas e plantas que fazem mal ao organismo e são extremamente perigosas durante a gestação.

Na verdade, muitos chás podem causar alergias e tonturas e, alguns, inclusive, têm propriedades abortivas. Por isso, nunca tome uma bebida preparada com ingredientes que você não conhece e, em caso de dúvidas, consulte seu médico.

Nos tópicos a seguir selecionamos alguns chás que não são indicados na gravidez e também aqueles liberados.

Chás que devem ser evitados

  • Chá de canela: contrai os músculos do útero e causa constrição sanguínea;
  • Chás preto e verde: aceleram o metabolismo;
  • Chá de hortelã: diminui a produção de leite;

Chá de boldo: pode possuir efeitos tóxicos quando consumido de forma prolongada por conta da substância ascaridol.

Chás liberados

  • Erva-doce: melhora a produção de leite e regula a pressão arterial, além de diminuir desconfortos estomacais;
  • Lavanda ou Alfazema: combate o estresse e melhora o sono;
  • Capim-limão: combate o enjoo, o mal-estar e inflamações gerais;
  • Erva-cidreira: diminui a sensação de inchaço, ajuda na digestão e tem efeito calmante.

E então, gostou deste artigo? Como deu para notar não são todas as preparações naturais que podem ser consumidas durante o período da gestação. Porém, grávidas podem sim tomar chá de camomila sem nenhum problema. Afinal, a planta traz diversos benefícios ao organismo.

Agora, compartilhe este texto nas redes sociais. Assim, você transmite conhecimento a outras pessoas que também estão à espera de um bebê.

Comentários:
Etiquetas

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo