Artigos

Quais as Vantagens da Shantala?

A Shantala é uma técnica de massagem indiana voltada para os bebês. O método foi desenvolvido pelo médico Frédérick Leboyer, na década de 1970, que em uma viagem à Índia percebeu a recorrência de mães massageando seus filhos em praças públicas.

Com essa técnica, o bebê é estimulado através do toque e massagens que ampliam a sensação de relaxamento, a percepção do corpo, equilíbrio e tranquilidade. Além do mais, é uma forma de aproximar os pais da criança.

Hoje em dia, a Shantala tornou-se bastante popular no ocidente, sendo praticada em muitos espaços terapêuticos, inclusive em academia para crianças.

No artigo de hoje, conheça quais as vantagens da Shantala e como a massagem pode contribuir para o desenvolvimento do bebê.

A importância do toque como estímulo para criança

Mais do que uma técnica de massagem infantil, a Shantala é conhecida por atuar como uma forma de comunicação entre os pais e a criança, através do toque e carinho.

Por proporcionar um amplo relaxamento do bebê, ela fortalece o vínculo afetivo, contribuindo para a construção de relações mais próximas.

Além do mais, é o momento que os pais dedicam-se inteiramente à criança. O contato pela Shantala auxilia na formação da imagem corporal do bebê, pois a criança é capaz de descobrir o seu tamanho, força e flexibilidade, mesmo nos primeiros meses de vida.

Podemos fazer um comparativo da Shantala com a micropuntura face, um procedimento estético que também visa o relaxamento e proporciona um bem-estar muito grande aos indivíduos, recomendado para tratar edema no período gestacional e tensão pré-menstrual.

Quais os benefícios da Shantala?

Além de aproximar mais os pais da criança, a Shantala também oferece muitos outros benefícios para o bebê. Abaixo, conheça alguns deles.

1 – Alívio das cólicas

Devido à imaturidade do aparelho digestivo, os bebês sentem muitas cólicas. Isso costuma ser um problema para as mães, que não sabem como lidar com esses sintomas. 

Através da Shantala, é possível aliviar o desconforto, já que a massagem ajuda no relaxamento dos músculos do abdômen, diminuindo as dores causadas pelos gases e prisão de ventre.

No entanto, a Shantala não deve ser feita nos momentos de crise, pois tanto os pais quanto a criança, precisam estar tranquilos.

2 – Melhora o sistema imunológico

De acordo com uma pesquisa realizada na Escola de Medicina da Universidade de Miami, as crianças que receberam a Shantala tiveram uma melhora significativa no sistema imunológico, com menos adoecimento, por conta do equilíbrio no organismo.

Esses resultados ajudam a perceber que algumas técnicas de massagem da Shantala podem ser aplicadas até para outros processos, como no tratamento pós-cirúrgico de mamoplastia sem prótese, para aliviar as dores e lesões.

3 – Auxilia no desenvolvimento de bebês prematuros

Por meio do toque sutil da Shantala, os bebês podem ter um melhor ganho de peso e manter a temperatura corporal estável. 

No entanto, a recomendação deva ser feita somente com indicação profissional, já que os bebês prematuros exigem cuidados específicos.

4 – Oferece maior segurança aos bebês e pais

A Shantala faz com que o bebê tenha contato não apenas com o toque, mas com a energia de quem está aplicando a massagem. 

Por isso, é um momento de criação de vínculos muito forte entre pais e filhos, pois as crianças sentem-se mais seguras.

Além disso, é benéfico aos pais também, principalmente os de primeira viagem, que muitas vezes não sabem lidar com certas situações.

Esse vínculo afetivo contribui para que o relacionamento seja mais fluido e os pais não se sintam tão inseguros em atividades simples, como levar os filhos até uma academia com espaço kids.

5 – Melhora a respiração e a musculatura

A Shantala melhora a respiração da criança, pois expande a caixa torácica, favorecendo os movimentos inspiratórios. Ao mesmo tempo, a ao colocar o bebê em posição fetal, de costas, há um estímulo da coluna vertebral, que favorece o desenvolvimento muscular.

O mesmo ocorre com a movimentação das pernas, pés e braços, que facilita o aprendizado de abrir e fechar da criança.

Inclusive, algumas posições da Shantala já era usadas em tratamentos terapêuticos, como na acupuntura hérnia de disco, em especial a permanência do indivíduo em posição fetal para não sobrecarregar as costas.

Até qual idade é indicado realizar esse tipo de estímulo?

A Shantala pode ser realizada a partir do primeiro mês de vida, em bebês que estejam com o desenvolvimento normal. 

Além do mais, é necessário verificar o quadro de saúde da criança, uma vez que bebês doentes podem ter seus quadros potencializados quando massageados.

Se por um acaso a criança estiver tomando vacina, é preciso ter cuidado ao massagear a área perfurada, já que a região estará dolorida.

Alguns pais gostam de iniciar a Shantala com o bebê ainda na maternidade. Para isso, é necessário ter mais de mais de 39 semanas gestacionais.

Vale a pena seguir as recomendações do pediatra, até para conhecer exatamente quais produtos a criança pode passar no corpo e separar os itens certos na bolsa maternidade em tecido.

Passo a passo para realizar a Shantala

A Shantala dura entre 15 a 30 minutos, dependendo da idade do bebê e a aceitação ao toque. Para massageá-lo, sente-se no chão, com a coluna reta e coloque a criança deitada entre suas pernas, com uma fralda ou toalha abaixo para evitar o contato direto com o chão.

A cabeça do bebê deve ficar próxima ao seu joelho e as pernas próximas da barriga. A criança precisa estar confortável com a posição.

A massagem é feita com movimentos no sentido horário, de dentro para fora, bem lentos, com suaves compressões e alongamentos passivos em todo o corpo do bebê. 

Para tornar os movimentos mais fluidos, recomenda-se o uso de óleos específicos para crianças. Abaixo, confira os movimentos para cada parte do corpo e, se preciso, use um bloco personalizado 10×15 para anotar tudo.

1 – Cabeça

Massageie a face do bebê com a mão aberta, sempre esticando a pele. Comece pelo centro do rosto e, em seguida, deslize em direção às orelhas.

Faça movimentos circulares ao redor dos olhos. Para isso, use os dedos polegares, enquanto os demais tocam levemente a lateral do rosto da criança. Inicie pela sobrancelha, circulando as pálpebras, sempre de dentro para fora.

2 – Peito e barriga

Os movimentos da Shantala no peito e barriga são indicados especialmente para crianças que sofrem com cólicas intestinais. O procedimento é o seguinte:

  • Deslize as mãos do centro do tórax para as laterais;
  • Alongue os ombros da criança;
  • Movimente as mãos de cima para baixo;
  • Faça movimentos circulares na barriga.

Tenha cuidado para não fazer movimentos muito fortes, que possam prejudicar a criança.

3 – Braços e pernas

Estique o braço da criança e comece pelo ombro. Vá massageando devagar até as mãos, realizando movimentos de “rosca”, envolvendo todo o membro da criança. 

Nas mãos, massageie e palma e alongue os dedos. O mesmo movimento deve ser repetido nas pernas e pés.

4 – Costas

Vire o bebê de bruços para iniciar a massagem nas costas. Comece pelo centro e estique a musculatura para as laterais. Faça movimentos de cima para baixo, em direção ao bumbum.

Por fim, dê um banho morno na criança, para melhorar a sensação de relaxamento.

Dicas para realizar a Shantala

A Shantala pode ser feita diariamente, em um horário fixo ou conforme às necessidades da criança. Para não ter erro, vale a pena marcar em um calendário com espaço para escrever a hora da massagem.

É importante que os pais e familiares higienizem bem as mãos antes da massagem, com água e sabão, para evitar possíveis contaminações à criança. Também é necessário retirar qualquer acessório que possa machucar o bebê, como anéis e pulseiras.

Assegure que o quarto onde será feita a Shantala esteja bem quentinho, para o bebê não passar frio durante a massagem.

Além do mais, a Shantala permite uma variação dos movimentos, não precisa ser seguida à risca pelos pais e/ou responsáveis. Porém, o importante é sempre fazer movimentos leves, lentos e repetitivos, para não machucar a criança.

Conclusão

Já conhecia todos os benefícios do método Shantala? Mais do que todas as vantagens apresentadas acima, a massagem é extremamente relaxante e você irá perceber uma melhora significativa no sono e no bem-estar do seu bebê.

Caso tenha alguma dúvida, entre em contato com o pediatra para melhores orientações.

Ao perceber dores ou machucados no corpo da criança, também é importante entrar em contato com o médico, para verificar se não há nenhum quadro inflamatório ou infeccioso no corpo do bebê, que pode gerar esse desconforto.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Comentários:

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo