Gravidez

Qual a chance de engravidar de gêmeos pela segunda vez?

Confira as principais informações sobre gravidez gemelar

Quer descobrir qual a chance de engravidar de gêmeos pela segunda vez? Neste post, vamos esclarecer essa questão que gera diversas dúvidas nas mulheres. Afinal de contas, cuidar de gêmeos não é fácil. Imagine, então, ter duas gestações dessa forma?

Sendo assim, siga acompanhando este post até o final, pois falaremos tudo o que você tem que saber relacionado ao assunto. Boa leitura.

Qual a chance de engravidar de gêmeos pela segunda vez?

De imediato, já vamos dizer que quem já teve uma gestação de gêmeos tem chances maiores de ter uma segunda gravidez no mesmo formato.

Isso ocorre por conta da ovulação dupla. E, de acordo com Jane Denton, enfermeira e diretora da Multiple Births Foundation, no Reino Unido, essas chances aumentam para 4 vezes.

Entretanto, se a questão for uma gravidez seguida de gêmeos, as chances não são assim tão altas. Na verdade, estudos feitos nos Estados Unidos mostram que a porcentagem de duas gestações seguidas é de apenas 1,4%.

Entendendo a gravidez de gêmeos

Existem dois tipos básicos de gravidez gemelar. A primeira é quando mais de um óvulo é liberado a cada ciclo. Isso resulta nos chamados gêmeos não-idênticos. Esse é o caso mais comum que ocorre na população.

A outra gravidez é a univitelina, que gera bebês iguais. Neste caso, é preciso que o óvulo inicialmente fecundado se divida em dois. Consequentemente, é formado mais de um embrião.

Todavia, apesar de serem embriões diferentes, por terem surgido de um ponto em comum, eles vão carregar as mesmas características. Isso inclui sexo, aparência física, carga genética etc.

A gravidez univitelina é um pouco mais arriscada que a bivitelina, afinal os bebês acabam dividindo uma única placenta. Então, todo o pré-natal precisa ser muito bem construído.

As taxas de gravidez gemelar

A gravidez de gêmeos é um fenômeno que aparece em proporções diferentes pelo mundo. No Brasil, as taxas de gestações desse gênero são de 10 a cada 1000 nascimentos.

Caso a mulher tenha gêmeos na família, esse índice aumenta, pois o fator genético tem um forte peso no processo. Na verdade, as chances podem subir para 5 ou até 10 vezes mais que as taxas padrão.

Porém, não é só o histórico familiar que influencia o surgimento de uma gestação gemelar. A idade da mulher também é um fator decisivo.

Assim, pessoas acima de 35 anos possuem maiores chances de ter uma gravidez de gêmeos. Isso ocorre porque a queda da fertilidade pode fazer com que a cada ovulação sejam liberados dois óvulos ao invés de apenas um.

Os tratamentos, sejam inseminação ou fertilização in vitro, também aumentam as chances de gravidez gemelar. No primeiro caso, o hormônio folículo estimulante (FSH) fica superestimulado.

Já no segundo é por conta da quantidade de embriões que são transferidos para o útero.

Esperamos que você tenha gostado do artigo de hoje. Depois do que explicamos, você já sabe qual a chance de engravidar de gêmeos pela segunda vez. Uma situação que apresenta taxas diferentes dependendo de vários fatores biológicos.

Tem mais alguma dívida sobre esse assunto? Escreva nos comentários abaixo que vamos lhe responder. Até mais!

Comentários:

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo