DicasGravidez

Quero Engravidar Mas Tenho Medo – O Que Fazer?

Várias situações geram ansiedade no que se relaciona com a gravidez, entenda as principais e como contornar esse problema

A gravidez é vista como uma dádiva, um presente que todos ficam felizes em receber. Porém, não é incomum esse momento também gerar ansiedade e receio. Pensando nisso, o tema do post de hoje é: quero engravidar mas tenho medo.

Ao longo do texto, vamos explicar as razões que podem gerar esse tipo de sentimento, o que fazer para superar essa sensação e, finalmente, conseguir ser mãe. Siga acompanhando.

Quero engravidar, mas tenho medo: uma análise da situação

A gravidez, apesar do seu lado positivo, causa muita insegurança e medo nas mulheres. Estas sensações, no entanto, ainda são vistas com certo preconceito pela sociedade, o que aumenta ainda mais o incômodo no público feminino, gerando dúvidas e tensão.

Sendo assim, queremos explicar que não há nada de errado em ter medo de engravidar. Até porque, isso pode ser ocasionado por uma série de fatores, a citar:

  • medo da dor do parto;
  • medo de passar por uma cirurgia cesariana;
  • receio de criar um filho por toda a vida;
  • preocupação com a aparência do corpo depois da gestação;
  • preocupações financeiras para sustentar a criança etc.

Há, inclusive, uma doença psicológica, chamada tocofobia, que causa uma sensação de pânico na mulher em relação a tudo o que está ligado à gravidez.

Sendo assim, ter um filho nem sempre é sinônimo de alegria e não é todo mundo que nasceu para a maternidade.

Quero engravidar, mas tenho medo: resolvendo o problema

Se você também viver o dilema “quero engravidar, mas tenho medo”, a primeira coisa a ser feita é identificar a origem do problema. Em seguida, é só procurar a solução certa para o seu caso.

Medo do parto

Se o seu medo estiver relacionado a dor do nascimento natural, procure informar-se o máximo possível sobre esse momento.

Busque orientação de pessoas que trabalham com parto humanizado e faça aulas próprias para trabalhar a musculatura pélvica e a respiração. Assim, você se prepara de forma antecipada para o momento da concepção, aprendendo o jeito certo de lidar com a dor.

No caso do procedimento da cesariana, também é indispensável conversar com seu médico sobre a cirurgia. Pergunte a ele tudo o que lhe causar preocupação e esclareça todas as dúvidas.

Ao mesmo tempo, escolha um local com boas referências para fazer a cirurgia e procure saber como o procedimento é feito naquele local, por quais salas você vai passar, quando terá alta etc.

Leia também: Calculadora de Ovulação – Saiba quando será a sua.

Medo de criar um filho

O medo da responsabilidade, seja emocional ou financeira, de cuidar de uma criança precisa ser trabalhado de forma ampla. Sendo assim, construa uma vida estável antes de pensar em engravidar.

Ao mesmo tempo, busque o apoio da sua família (marido, parceira, pais etc.). Sabendo que existem pessoas ao seu lado para lhe ajudar sempre que for necessário, você percebe que não está sozinha na missão de cuidar de uma criança. O que contribui para transmitir uma sensação de tranquilidade.

Medo das mudanças no corpo

Outro medo comum é relacionado às mudanças pelas quais seu corpo pode passar durante e depois da gestação. Muitas mulheres têm receio que os seios, o abdômen e outras regiões sofram alterações irreparáveis, o que pode gerar insatisfação com a aparência.

Nesse caso, a conversa com o ginecologista também é essencial. Explique os seus receios e escute as orientações que ele expuser.

Ao mesmo tempo, não descuide da alimentação durante o período gestacional. Por isso, procure um nutricionista e construa com ele uma cardápio balanceado.

Também pratique exercícios de baixa intensidade, que não vão prejudicar o bebê, mas ajudarão você a manter a saúde e aparência corporal.

Tocofobia

Caso o seu problema seja uma fobia patológica, é importante procurar ajuda médica especializada, de um psiquiatra ou psicólogo. Apenas depois de finalizar o tratamento, você deve pensar em engravidar.

Depois de tudo o que explicamos, será mais fácil superar o medo de ter um filho e encarar essa fase com muita alegria, não é mesmo?

Agora, não se esqueça de compartilhar este artigo em suas redes sociais. E conte para a gente se você também tem medo de engravidar e por quê.

Comentários:
Etiquetas

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo